quinta-feira, 30 de junho de 2011

Família é destaque na produção de milho

Adão e Lázaro de Barros
Trabalhar com afinco, seriedade e honestidade. Essa é a lição que o produtor rural Alcindo Leme de Barros, atualmente com 86 anos, passou aos filhos Adão, Lázaro e Miguel. De um começo modesto, a família hoje possui várias propriedades, e usa a tecnologia para realizar a colheita de milho, principal cultura produzida pelos Leme de Barros.
            A família está instalada no bairro do Moquém, onde o pai começou a cultivar a terra há mais de 50 anos, utilizando um arado puxado por animal e uma carroça para transportar os sacos de milho.
            Grandes produtores deste tipo de grão (plantam cerca de 300 hectares durante o ano todo), os irmãos estão diversificando as áreas de atuação, cultivando soja (100 alqueires), feijão (100 alqueires) e trigo (70 alqueires). Além disso, estão iniciando o plantio de grama, criam gado nelore (400 cabeças) e carneiros.
Carroça usada pelo pai, Alcindo, em 1947
            “Nós nos criamos aqui no bairro”, conta Lázaro, mais conhecido como Ico. No total, a família possui 300 alqueires, divididos em propriedades no Moquém e Faxinal, além de arrendar terras de terceiros.
            “O pai agora está de idade e aposentado, mas ensinou a gente a trabalhar direito e a gente vai tocando”, disse Lázaro. Para o futuro, a família tem planos de continuar crescendo, inclusive expondo o gado nelore na Expo-Agro, no próximo ano. “Queremos diversificar ainda mais”, revelou o produtor.

Doação
            Movidos pela fé, os Leme de Barros há 25 anos doam todo o milho usado nos diversos pratos e quitutes da tradicional Festa de São Roque, em Itapetininga. Este ano, foram 25 toneladas de grãos. A família reserva uma área onde são cultivadas as sementes de milho verde, que são diferentes das usadas para ração. “Durante três semanas, plantamos e colhemos o milho para a festa”, conta o produtor, que fez questão de mostrar a capela construída pela família na fazenda de 130 alqueires onde mantém o gado. A propriedade foi comprada há 10 anos de um médico paulistano e a família foi aos poucos fazendo melhorias.

Texto e Foto: Marco Antonio

quarta-feira, 29 de junho de 2011

Prazo para sacar abono encerra amanhã


Muitos ainda não sacaram o abono
Os trabalhadores com direito a receber o Abono Salarial referente ao exercício 2010/2011 têm até esta quinta-feira (30) para fazer o saque, no valor de um salário mínimo (R$ 545). Dos 18,5 milhões identificados com direito a receber o benefício, 1.146.674 ainda não haviam sacado o benefício até 31 de maio. O exercício vigente teve início em julho de 2010, e os trabalhadores que não retirarem o benefício até amanhã não tem direito a sacar posteriormente. A data não será prorrogada e o valor não sacado pelos beneficiários retorna para o Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT).
Até maio, já foram pagos R$ 8,717 bilhões provenientes do FAT, alcançando uma cobertura de 93,80%. A previsão é pagar, no total, R$ 9,642 bilhões. Têm direito a receber o benefício pessoas que trabalharam com vínculo empregatício por pelo menos 30 dias em 2009, recebendo, em média, até dois salários mínimos, que naquele ano teve os valores de R$ 415 (em janeiro) e R$ 465 (demais meses). Também é preciso estar inscrito no Programa de Integração Social (PIS) ou no Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Púbico (PASEP) há cinco anos, ou seja, pelo menos desde 2005, e ter sido informado corretamente pelo empregador junto à Relação Anual de Informações Sociais (Rais 2009).
O ministro do Trabalho e Emprego, Carlos Lupi, enfatizou que os trabalhadores não devem perder esse salário extra. “Este benefício é um instrumento eficiente no amparo ao trabalhador, sendo uma espécie de 14º salário para uma faixa específica de trabalhadores. Esse salário a mais tem grande impacto para os trabalhadores de baixa renda. Isso ajuda em muito o trabalhador, sendo dinheiro diretamente no bolso, que entra imediatamente na roda da economia brasileira, trazendo benefícios para todos”.
Onde receber - Os trabalhadores inscritos no PIS recebem o abono salarial nas agências da Caixa e os que tiverem Cartão Cidadão com senha cadastrada também podem fazer o saque em Lotéricas, Caixa de Auto-atendimento e postos do Caixa Aqui. Os inscritos no PASEP recebem no Banco do Brasil. Para sacar, devem apresentar um documento de identificação e o número de inscrição no PIS ou PASEP.

terça-feira, 28 de junho de 2011

Grupo Polivet inicia atendimento gratuito

Cão atendido pelo Grupo Polivet-Itapetininga
Em uma iniciativa pioneira em Itapetininga e Região, o Grupo Polivet-Itapetininga anuncia o compromisso de atender, a custo zero, todos os casos encaminhados por instituições filantrópicas ligadas à proteção dos animais.
            Segundo o médico veterinário Ivo Canal, diretor clínico do grupo, “a partir deste compromisso, todas as instituições que atuam na área e sejam de utilidade pública, passarão a contar com um serviço de assistência veterinária totalmente gratuito, junto ao Grupo Polivet-Itapetininga”. 
Canal destacou o pioneirismo da iniciativa, e afirmou que “a estrutura do GPI lhes confere esta disponibilidade. Podemos diluir as despesas destes atendimentos entre as demais despesas de nossa clínica, além disto, temos o apoio da “Clínica \Veterinária Solidária”, nosso grupo de empresários tem nos ajudado com a questão financeira e muitas vezes, com materiais e equipamentos”.
Para utilizar este atendimento, o veterinário ressalta que há um procedimento a ser seguido: “basta a instituição Associação de Proteção aos Animais nos remeter uma carta solicitando o atendimento, pois o nosso código de ética diz que somente pode-se atender de graça a casos de Utilidade Pública”, esclareceu o médico veterinário.
“Para a população carente, as famílias cadastradas nos programas assistenciais, com NIS – Número de Inscrição Social, basta passar no  escritório da Associação Proteção aos Animais e pegar uma carta para solicitação de castração, e o GPI castrará seus animais inteiramente sem ônus”, garantiu Canal, lembrando que o grupo “já castrou mais de 120 animais, através de Clínica Veterinária Solidária, sem qualquer despesa para os proprietários carentes.  Para os menos carentes, ainda assim necessitados, existem programas de castração total (retira-se ovário e útero) , com um orifício de apenas 2 centímetros, fechados com apenas dois pontinhos, tanto no macho quanto na fêmea,   tudo a partir do valor de uma única consulta”, informou Canal.

sábado, 25 de junho de 2011

MEGA-SENA sorteia R$ 72 milhões hoje


A Mega-Sena pode pagar, neste sábado o maior prêmio do ano, caso algum apostador acerte as seis dezenas da faixa principal do concurso 1.295. A previsão é que o valor chegue a R$ 72 milhões, que também seria o sexto maior da história da modalidade, e o quarto entre os concursos regulares, sem contar as extrações especiais da Mega da Virada.

O sorteio da Mega-Sena será realizado na cidade de Caruaru (PE), direto do Caminhão da Sorte da CAIXA, a partir das 20h (horário de Brasília). As apostas podem ser realizadas até as 19h do sábado, em qualquer um das 10,9 mil lotéricas da CAIXA de todo o país, com o preço mínimo de R$ 2,00.

Com o valor do prêmio, seria possível comprar 2,8 mil carros populares, ou ainda 13 mil motos de 125cc. Outra possibilidade seria comprar 288 imóveis, com preço médio de R$ 250 mil cada. Mas se o eventual ganhador quiser viver apenas dos rendimentos do prêmio, a Popança da CAIXA pagaria R$ 440 mil por mês.

Sorteios na próxima semana:
Excepcionalmente, os sorteios de segunda e terça-feira (27 e 28), das Loterias CAIXA, não serão realizados no Caminhão da Sorte. As extrações serão realizadas no auditório do Ed. Caixa Econômica, no Setor Bancário Sul (Filial), no centro de Brasília, com entrada liberada para o público.

sexta-feira, 24 de junho de 2011

Adotar um cão é um ato de amor e coragem

Regina e Sula
Uma relação para a vida toda, mesmo que essa vida seja curta. Quem tem um cão sabe o que é isso. Mas existem pessoas cujo amor pelos animais é ainda maior. Pessoas que aceitam o desafio de pegar um cachorro filhote ou já adulto, muitas vezes jogado na rua, sem conhecer a procedência, nem a saúde do cão e nem o temperamento.
            Regina Bonini é uma dessas pessoas. A dona-de-casa não tem uma, mas duas cadelas que encontrou na rua e hoje são tratadas como parte da família. Regina cuida de duas tias e os animais são a alegria da casa.
            Tudo começou há mais de 11 anos. Branquinha, a mais velha, era vista com bêbados e mendigos que perambulavam pelas proximidades do mercado municipal. “Havia um homem que dava comida para a Branquinha e ela o acompanhava. Ele pedia comida nas casas, mas não pra ele, era para a cadelinha”, lembra Regina, recordando ainda que, quando o homem caía na rua de tanto beber, Branquinha ficava com ele “até que voltasse ao normal”.
            Passado alguns meses, o dono da cadelinha faleceu e Regina Bonini resolveu adotar a Branquinha, que hoje está com 12 anos e é um dos xodós da casa, inclusive anda bem na rua sem coleira, acompanhada da tia de Regina. Branquinha é uma cadela dócil e carinhosa.

Jogada na esquina
            Algum tempo depois, a dona-de-casa encontrou Sula, uma mestiça de pastor alemão. “Eu quase pisei nela, quando ia levar comida para os cachorros que ficam no mercado; era uma bolinha de pêlo bem pequenininha e estava na esquina de casa”, lembra Regina. Ela lembra que chovia muito nesse dia. “Na volta, resolvi pegar a cadelinha, que cabia na palma da minha mão”.
            A dona conta que levou o cachorro para casa e deu-lhe banho. “As tias ajudaram e nós ficamos mais ou menos duas horas para dar um bom banho nela e tirar todas as pulgas e carrapatos, que estava ainda com a língua e o rabo cortados e cheia de vermes”. Sula tinha tanto bicho na barriga que parecia um sapo, segundo a dona. “Quando tomou remédio, era só verme saindo”;
            O quadro era tão ruim que Regina temia que Sula não sobrevivesse. Hoje, oito anos depois, Sula sobreviveu, cresceu (bastante) e ficou forte. Com temperamento dominante, é a guarda da casa e de noite percorre todos os quartos para ver se está tudo bem. Por ser mestiça de pastor, recebeu adestramento, o que facilita a convivência.
            “A minha relação com elas é de companheirismo, mas o que fizer pra uma tem de fazer para a outra, pois existe muito ciúmes entre elas”, conta Regina. Ela recomenda que quem pensa em adotar um cão tome alguns cuidados como: passar pelo veterinário para fazer exames e seguir as orientações do profissional, vacinar o animal (todas as vacinas, pelo menos uma vez por ano) e alimentação adequada com água limpa, trocada várias vezes ao dia.
            Assim como suas cadelas possuem um lugar especial para dormir, com direito a colchão e tudo, Regina Bonini aconselha que o dono faça um abrigo para o seu cão. “não devemos deixá-lo ao relento, tem que ter um lugar que o proteja da chuva e do frio, entre outras coisas”. Ela ainda ressalta a necessidade de espaço para o animal brincar. “Mas o principal mesmo é muito carinho”.
            Para Regina, a experiência de adotar valeu a pena. Tanto que ela já arrumou mais um: Niki, de poucos meses, da raça Shitzu. Agora, ele é o xodó da casa.

Texto e foto: Marco Antonio

quinta-feira, 23 de junho de 2011

Vem aí o Segundo Top of Mind Itapetininga

O trabalho de prospecção das empresas para a o 2° Top of Mind de Itapetininga, foi iniciado há três semanas e o número de participantes para esta edição já supera o alcançado em 2009. Este ano, a pesquisa está mais completa, havendo  o incremento de novos  segmentos.
            Entre as novidades, está a estréia do Top Alimentos, com as marcas mais lembradas nos segmentos de produtos considerados básicos como: Arroz, Feijão, Leite, Iogurte, Café e Achocolatado, além de Refrigerante e Cerveja, e do Top Rural com as empresas e marcas mais lembradas nos segmentos ligados  diretamente ao homem do campo.
Outra expectativa grande se refere ao Top do Top, pesquisa que avalia qual são as empresas, independente da área de atuação, mais lembradas pela opinião pública. Outros setores pesquisados foram:Top Nossa Terra Nossa Gente,: com curiosidades a respeito do município, onde se pesquisou os  Simbolos da Cidade,Ruas, Praças, Espaços Culturais, e até o Time de Futebol mais lembrado pelos itapetininganos.
Nos setores de Gastronomia e Entretenimento foram pesquisados vários itens como: Bar Noturno, Fast Food, Restaurante, Churrascaria, Padaria,Pizzaria,Choperia,  Sorveteria, Lanchonete/ Salgados, Shopping Center, Vídeo Locadora e Área de Lazer. Nestes tópicos, algumas empresas apareceram em mais de um item, mostrando a força das suas marcas na mente dos itapetininganos, da mesma forma que marcas de franquias consagradas e empresas regionais que atuam em nossa cidade.
A lista continua com setores como: Saúde, Beleza e Bem Estar, Casa/ Construção e Decoração, Festas/Eventos/Viagem e Hospedagem, Alimentação, Educação, Veículos Automotores e Acessórios, Serviços Especializados e Comércio em Geral completam os setores pesquisados deste ano.
Os organizadores esperam casa cheia para o dia 27 de julho no SESI de Itapetininga, quando os empresários, empreendedores e representantes das empresas, receberão seus respectivos prêmios das autoridades locais e representes de instituições que fomentam o desenvolvimento do nosso município. O projeto e o evento contam com o apoio da ACI, SESI-Itapetininga e TVI,  e marcará o lançamento da revista  Top of Mind 2011/2012 entre outras atrações.
Texto e foto: Marco Antonio

quarta-feira, 22 de junho de 2011

Nesta quinta é feriado do Corpus Christi


Mulher observa tapete em 2008

A Igreja Católica celebra nesta quinta-feira o dia de Corpus Christi, quando é comemorado o mistério da eucaristia, o momento em que a hóstia e o vinho se transformam no corpo e sangue de Jesus Cristo. A tradição da festa é a confecção de tapetes de serragem, que enfeitam as ruas por onde a procissão passa.
            Em Itapetininga, a preparação para a comemoração começou na segunda, com o início do tríduo preparatório. Nesta quinta-feira, às 15 horas, haverá missa no campo de futebol da Associação Amigos de Vila Maria Isabel, no alto de Vila Santana. A celebração abordará também temais atuais, como o perigo da Dengue, a importância da reciclagem e da preservação ambiental e o uso correto da água.
            Um tapete com pelo menos 900 metros de comprimento – e feito em conjunto por todas as paróquias da cidade – enfeitará as ruas do bairro.
            Em Tatuí será celebrada missa às 8h na Concha Acústica. Em seguida os fiéis partem em procissão pelo centro. Em Avaré, a missa será às 16h na Paróquia de São Benedito e depois haverá procissão até a igreja matriz. Em Itapeva, são quatro missas. Às 9h30 acontece na Paróquia de Piedade. Já às 15h será na Catedral da cidade e nas paróquias de São Roque e de Nossa Senhora Aparecida. Após as celebrações também serão realizadas procissões.

Rodovias
            Se você pretende viajar neste feriado, atenção para o movimento e o estado das rodovias paulistas. Até as 18 horas desta quarta-feira, a visibilidade e o tempo eram bons em todas as rodovias localizadas até 100 km da capital. O fluxo de veículos era intenso na Rodovia dos Imigrantes e na Anchieta e nas principais estradas que cortam o Sudoeste Paulista. As informações são da Polícia Rodoviária. Lembrando ainda da importância de verificar se o carro está com a mecânica e os documentos em ordem e de não beber se for dirigir.


Texto e foto: Marco Antonio

terça-feira, 21 de junho de 2011

Preços agricolas têm alta

Os tomates estão entre os vilões da alta de preços
O Índice semanal de Preços Recebidos pela Agropecuária Paulista, que mede os preços pagos ao produtor rural, subiu 1,51% na segunda semana de junho, de acordo com o Instituto de Economia Agrícola (IEA) da Secretaria de Agricultura e Abastecimento. O aumento foi puxado pelo índice de preços dos produtos de origem vegetal, que aumentou 3,95%, devido principalmente à importância da cana-de-açúcar na ponderação dos produtos. Já o índice de preços dos produtos de origem animal caiu 4,56%.Sem considerar a cana-de-açúcar no cálculo, o índice geral e o índice de produtos vegetais passam a ter desempenho negativo de, respectivamente, 4,18% e 3,82%. "O efeito cana, pela participação no índice, explica sozinho a manutenção de variações positivas dos índices calculados", dizem os pesquisadores Luis Henrique Perez, Danton Leonel de Camargo Bini, Eder Pinatti, José Alberto Angelo e José Sidnei Gonçalves.
Dos produtos pesquisados, oito apresentaram alta de preços (seis de origem vegetal e dois de origem animal), enquanto 12 tiveram queda (oito de origem vegetal e quatro de origem animal). As altas mais significativas ocorreram nos preços do tomate para mesa (34,06%); da cana-de-açúcar (9,66%); do leite B (7,20%); do leite C (5,19%) e do feijão (4,48%).
A menor oferta de tomate de mesa, decorrente das chuvas e temperaturas acima da média na primeira metade de maio, provocou perdas de produto e, em conjuntura de demanda aquecida, gerou a elevação dos preços, observam os analistas do IEA. O novo patamar de preços da cana-de-açúcar na entrada da safra deve-se aos novos preços do açúcar e principalmente do álcool (anidro e hidratado), cujas majorações foram expressivas. "Passada essa fase de ajuste, as variações devem voltar à normalidade", argumentam os técnicos
As cotações ascendentes dos leites B e C foram pressionadas pela redução da quantidade e da qualidade das pastagens, o que reflete na menor oferta dos produtos, mostra a análise do IEA. "O aumento maior para o leite B em relação ao C, o que não é comum para este período do ano, deve-se ao fato do aumento do custo das rações. Os produtores de leite B são mais dependentes de insumos como o milho e a soja, que tiveram altas significativas nos últimos 12 meses".
O preço do feijão consolida a tendência de alta, dada a perspectiva de oferta menor que a demanda nos próximos meses, já precificando a ocorrência de escassez que vigorará até a entrada da colheita dos primeiros plantios de inverno, explicam os pesquisadores do IEA.
As quedas mais relevantes foram verificadas no preço da batata (35,73%); do algodão (24,26%); da carne suína (14,74%); da laranja para mesa (12,62%); dos ovos (8,69%); da carne de frango (8,57%) e da banana (6,16%).

Texto: Assessoria IEA
Foto: Marco Antonio

sábado, 18 de junho de 2011

A sustentabilidade pode salvar o planeta?

Preservar a natureza é preservar a vida
Usar os recursos naturais com sabedoria e parcimônia é uma questão que está no centro das discussões mundiais, pois a própria sobrevivência do homem está em jogo. O uso descontrolado e predatório das riquezas do planeta, que não consegue repor esses recursos no mesmo ritmo. Na velocidade atual, a humanidade corre o risco de condenar a si própria, se não houver uma urgente mudança de comportamento. Desenvolvimento sustentável com qualidade de vida é a palavra de ordem do momento.

O que é sustentabilidade?
Sustentabilidade é um conceito sistêmico, relacionado com a continuidade dos aspectos econômicos, sociais, culturais e ambientais da sociedade humana. Propõe-se a ser um meio de configurar a civilização e atividade humanas, de tal forma que a sociedade, os seus membros e as suas economias possam preencher as suas necessidades e expressar o seu maior potencial no presente, e ao mesmo tempo preservar a biodiversidade e os ecossistemas naturais, planejando e agindo de forma a atingir pró-eficiência na manutenção indefinida desses ideais. A sustentabilidade abrange vários níveis de organização, desde a vizinhança local até o planeta inteiro.
Segundo o portal Sustentabilidade (WWW.sustentabilidade.org.br) um mundo sustentável está fundamentado em 18 segmentos, que abrangem praticamente toda a atividade humana, como Educação, Ecossistema, Energia, Alimentação e Agricultura Orgânica, Economia e Mercado, Moda Sustentável, Construção e Saúde Integral, entre outros.
No quesito moda sustentável, por exemplo, a dica é usar produtos de empresas que respeitem o Meio Ambiente e possuam ações sócio-ambientais, como estarem ligadas à Organizações Não Governamentais.
Na questão da saúde integral, o portal aborda itens como alimentação, primeiros socorros, sustentabilidade financeira de hospitais e instituições da área de Saúde, monitoramento do impacto do clima sobre a saúde, mudança de hábitos alimentares para ajudar no combate ao aquecimento global e até o estímulo ao consumo da chamada comida viva: Brotos, grãos, sementes, raízes. Este é um cardápio que está na moda; além de delicioso e supernutritivo, oferece uma alternativa para a saúde – a sua e também a do planeta – e desperta o apetite.
Segundo o portal, a saúde integral se “faz necessária para que o homem passe a ser instrumentalizado afim de que assuma a responsabilidade pela sua própria saúde. A Saúde Integral deve ter seu foco no eixo da integralidade da saúde e do ser humano objetivando-se, dessa forma, ações de prevenção e promoção da saúde. Pensar em promoção de saúde é assumir o papel de educador do usuário dos serviços de saúde, instrumentalizando-os para exercerem sua cidadania de forma plena. Desta forma, o homem poderá, futuramente, exercer um papel ativo na sociedade e atuar para um mundo sustentável.
Reciclagem de alumínio deve saltar para 40%
            Ver pessoas recolhendo latinhas de alumínio pelas ruas não é mais novidade nos municípios brasileiros. Ponto para o Brasil neste item, pois o país possui um dos mais eficientes ciclos de reciclagem de alumínio do mundo. De acordo com a Associação Brasileira do Alumínio (Abal), o índice supera os 35% ante cerca de 29% da média mundial. Segundo o consultor de Marketing da Alcoa, Eduardo Lima, vem crescendo ano a ano no mundo o uso de alumínio primário reciclado em relação ao metal primário, passando de 17% em 1960 para 33% em 2004. A estimativa para 2020 é a de que o porcentual pule para 40%. Desde 1888, quando foi iniciada a produção em escala, cerca de 800 milhões de toneladas de alumínio primário foram industrializadas. Desse total, 75% (600 milhões de toneladas) estão em uso e podem ser reciclados, segundo Lima. Leia matéria completa na edição de julho da revista Hadar.

Texto: Marco Antonio
Foto: Fernando Rosa Jr.

sexta-feira, 17 de junho de 2011

Vacinação contra Sarampo e Pólio acontece sábado

Sábado é dia de vacinação
Neste sábado, 18, acontece a campanha de vacinação infantil contra o Sarampo e a Poliomielite (Paralisia Infantil). Em Itapetininga, a meta é imunizar 12.510 crianças contra essas duas doenças, segundo a Secretaria de Saúde do município.
A vacina contra Poliomielite, nesta primeira fase da campanha, deve atender crianças de zero a cinco anos e a de Sarampo irá imunizar todas as crianças de um a seis anos, mesmo as que já tomaram esta vacina.
A Vigilância Epidemiológica realizará a imunização no trailer da Saúde a ser montado na Avenida Peixoto Gomide, das 9 às 17 horas e nas 17 Unidades Básicas de Saúde, das 8 às 17 horas. Além disso, a campanha também se fará presente através dos 32 postos volantes distribuídos no município.

Texto: Marco Antonio
Foto: daltomartins.blogspot.com

quinta-feira, 16 de junho de 2011

Atividade física melhora qualidade de vida de idosos

 Dançar também é um exercício
A atividade física na Terceira Idade previne lesões nos idosos, fortalecendo os músculos e ampliando os movimentos, contribui para aumentar a autonomia e a independência das pessoas. A informação é de Luciana Cauchioli, preparadora física do Centro de Atendimento à Melhor Idade, em Itapetininga (Ceami).
            “Com a idade, é natural a perda do movimento, mas a atividade física melhora a situação”, conta Luciana, lembrando que os idosos atendidos pelo centro passam por uma avaliação física para saber quais exercícios podem fazer. “Nós temos algumas atividades, como a dança, que também é uma terapia, pois as pessoas interagem, mas que um ou outro idoso não pode fazer. Então a gente diz que agora tal pessoa descansa um pouco”, disse Luciana. Segundo ela, muitos idosos já trazem recomendações médicas sobre as atividades que podem desenvolver.
            A preparadora esclarece ainda que os exercícios não são de alto impacto, sendo mais focados no alongamento e na amplitude de movimentos. “Existem pessoas que têm dificuldade para tomar banho sozinhas ou cortar a unha do pé, por exemplo. Com o exercício, elas conseguem melhorar a mobilidade e ficam mais independentes”.
            De acordo com Luciana, a prática regular de atividade física previne problemas na idade madura. “Uma pessoa que faz exercícios desde a juventude dificilmente terá problemas na Terceira Idade”.
            A preparadora ressalta ainda a importância da alimentação adequada. “É fundamental a pessoa adquirir hábitos alimentares saudáveis, e uma alimentação balanceada”. No centro, os idosos fazem cinco refeições diárias. “É como se fosse uma creche sênior, até porque eles voltam para casa no fim do dia”, comentou.

Casos graves
            Luciana lembra de dois casos graves em que as pessoas melhoraram com a prática de exercícios. “Um senhor chegou aqui de ambulância e cadeira de roda e saiu andando; um outro, vítima de AVC (Acidente Vascular Cerebral)  também se recuperou e está fazendo exercícios em casa, além de ter alta da quimioterapia”.

Referência
            Implantado pela Prefeitura há três anos, o centro implantou uma nova política no atendimento ao idoso no município e hoje é referência no Estado, servindo de modelo para outras cidades, como Sorocaba. Além das atividades físicas, o Ceami proporciona atividades recreativas e culturais, como sala de cultura e possui ainda um posto médico especializado no atendimento ao idoso. Atualmente o centro atende 45 idosos.

Texto e foto: Marco Antonio

quarta-feira, 15 de junho de 2011

Companhia de dança completa cinco anos

Soraya, Maria Angela, Rosana e Carla
Ao completar cinco anos de atividades, a CS Companhia de  dança firma-se como uma grande e feliz família onde todos amam o que fazem. Isso reflete o modo de ser das proprietárias, Carla Gonçalves e Soraya Adas, cujo amor pela dança transformou o sonho em realidade.
A realização desse grande sonho começou quando Carla teve a idéia de montar uma escola de dança, em parceria com Soraya. Apaixonadas pela dança, particularmente pelo balé clássico, uniram seus esforços e sua paixão pela arte na qual já despontavam desde muitos novas. As duas desde cedo se envolveram com essa atividade, cada uma traçou seu caminho, sempre com o verdadeiro apoio da familia, assim podendo findar tal união que acabara de despertar.
A idéia de criar sua própria escola de dança, entretanto, esbarrou logo no início em um problema: a falta de um local apropriado “Ou era tudo muito caro, muito destruido, velho ou muito pequeno”, contou Soraya. Mas o destino deu uma ajudinha.  Carla em uma visita ao médico Pedro Ozi, comentou sobre tal situação. “Então ele contou, que tinha um local a ser alugado, o qual fomos conhecer. Foi tudo como um sonho mesmo,  em tão pouco tempo estavamos aquí, montando nossa propia escola de dança”.
Mais uma vez as famílias se mobilizaram para ajudar: o pai de Carla, José Carlos Gonçalves e Miguel Adas, pai de Soraya, fizeram os reparos necessarios.  A mãe de Carla, Rosana, sempre muito presente, foi quem ajudou a cuidar dos prepativos e hoje participa ativamente do cotidiano da escola, cuidando da parte administrativa. “Só falta dar aula”, brinca a filha.
Maria Ângela, mãe de Soraya, também se desdobra para ajudar a filha, principalmente nas apresentações e eventos realizados por elas. “Minha mãe sempre me apoiou. Ela costurava para fora incansavelmente, sempre com o intuito de proporcionar aquilo que eu gostava de fazer,  acreditando sempre que se aquele fosse meu fututo ela estaría ao meu lado, mesmo quando alguem dissesse o contrario”, lembra a professora. Leia matéria completa na próxima edição da revista Simplesmente Divina.

Serviço
Espetaculo de dança: Traum – Um sonho de menina!
Dias: 29, 30 e 31 de Julho 2011
Local: Auditorio Municipal – Praça dos Tres Poderes – Jd. Marabá Horario: 20:00h
Ingressos pelo telefone 32717233

Texto: Marco Antonio
Foto: Mike Adas

terça-feira, 14 de junho de 2011

Beleza é fundamental

Dona de belos olhos azuis que iluminam qualquer ambiente, a estudante itapetiningana Mônica Rosa (foto) sonha em ser modelo.
Para atingir o objetivo, além de contar com belos olhos azuis e um rosto de expressões delicadas, porém marcantes, Mônica faz teatro – onde aprende a lidar com a timidez – inglês e esporte (vôlei). Ela também fez cursos específicos para a carreira de modelo, incluindo com uma conhecida agência em São Paulo.
            As aspirações da estudante têm o apoio da mãe, Izildinha, e do pai, Celso, ainda que este tenha um pouco de ciúmes da filha, nada fora do normal, como Mônica faz questão de dizer. “É uma coisa de pai mesmo”.
            Mônica já fez três books, todos com fotos belíssimas. Em um dos trabalhos, posou durante cerca de seis horas, sem parar. Veja a materia completa na edição de junho da revista Simplesmente Divina, que circulará nos próximos dias..

segunda-feira, 13 de junho de 2011

Estádios da Copa: ficarão prontos a tempo?

Estádio Maracanã, no Rio de Janeiro

Muito se tem falado sobre os estádios brasileiros que deverão abrigar os jogos da Copa do Mundo de 2014. Além dos milhões de reais envolvidos em mega obras de construção e/ou reforma de estádios, parece haver uma guerra de egos (e política) nos bastidores destes projetos, envolvendo o Governo Federal, os estados e municípios onde os jogos serão realizados. A toda-poderosa FIFA, entidade que comanda o futebol mundial, já fez críticas ao ritmo dos trabalhos, mas amenizou o tom nos últimos dias, talvez seja o efeito da reeleição de Joseph Blatter à presidência da Instituição. Afinal, ele estava em campanha e não queria briga com o Brasil.       
O portal da copa (WWW.copa2014.org.br), colocou neste último dia 13 uma extensa matéria sobre a situação dos estádios, aeroportos e cidades brasileira que deverão receber os jogos do mundial. A reportagem é assinada por Rafael Massimino e Diego Salgado.      
Os jornalistas apontam para o fato de que já se passaram 1.323 dias desde que o Brasil foi escolhido para sediar o evento, em outubro de 2007. Como faltam 1.095 dias para a abertura do mundial, no dia 13 de junho de 2014, é fácil perceber que o tempo está correndo, mas o ritmo das obras, em todas as áreas, se arrasta.
Boa parte do tempo foi perdida, segundo os jornalistas, “em problemas administrativos, questionamentos dos órgãos fiscalizadores, dificuldades de financiamento e uma série interminável de óbices nascidos da falta de planejamento”. Será que o Brasil fracassará? Esta parece ser uma resposta que só o tempo dirá.

Preços disparam      
Em 2007, quando o Brasil se candidatou a sediar a Copa, a CBF – Confederação Brasileira de Futebol – apresentou um orçamento de mais de um bilhão de dólares (quase R$ 2 bi) para reformar ou construir 18 estádios. “Mas depois de escolhidas as 12 cidades-sede, em 2009, o que se viu foi uma completa inversão de rota. O custo dos estádios disparou e está na casa dos R$ 6,75 bilhões. Este valor deve subir ainda mais, já que boa parte dos contratos não prevê a compra de assentos, refletores, gramados e das intervenções ao redor das arenas”, diz a matéria do Portal da Copa, ressaltando o fato de que o aumento foi de 348% (por enquanto). O modelo de financiamento também mudou. “Apenas Curitiba, Porto Alegre e São Paulo terão recursos privados nas arenas. Ainda assim, a prefeitura da capital paranaense terá que liberar R$ 90 milhões em potencial construtivo para as obras da Arena da Baixada, enquanto a capital paulista abrirá mão de R$ 420 milhões em impostos pelo Itaquerão”.

Lentidão
Segundo a reportagem, “mesmo com a abundância de recursos, as obras avançam lentamente. Nenhum estádio conseguiu a liberação de empréstimo do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), que aguarda a revisão de contratos ou a apresentação dos projetos executivos”.
Mobilidade urbana
A situação neste quesito é ainda pior, de acordo com o Portal. “Entre os projetos da Copa de 2014, são os de mobilidade urbana que chamam menos atenção. Talvez por isso sejam também os mais emperrados. Das 50 obras listadas como prioritárias para melhorar o deslocamento da população e de torcedores nas cidades-sede, que chegam a R$ 11,8 bilhões, apenas duas começaram”, afirmam os jornalistas.
Mais da metade (58%) dos projetos de monotrilhos, Veículos Leves Sobre Trilhos (VLT), Bus Rapid Transit (BRT) e vias expressas tiveram atraso no cronograma. “Isso levou a presidente Dilma Rousseff a dizer que, se as obras não começarem até dezembro, serão rebaixadas do PAC da Copa para o PAC normal, perdendo condições mais favoráveis de financiamento”.
A lentidão colossal teria vários motivos, segundo alegam as cidades sede. Um dos entraves são as desapropriações. Em reunião com Dilma no mês passado, os prefeitos pediram regras mais brandas para remover os moradores. O argumento é que a burocracia estaria impedindo o avanço dos projetos. “A situação preocupa. Relatório da ONU divulgado em abril aponta que obras da Copa violaram o direito a moradia em São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Curitiba, Porto Alegre, Recife, Natal e Fortaleza”, afirma o Portal da Copa.
O quadro geral realmente preocupa, pois há problemas em outros setores, como aeroportos. Veja matéria completa no site WWW.copa2014.org.br

Texto: Marco Antonio
Foto: Blog Planeta Água

domingo, 12 de junho de 2011

Igreja Católica comemora Pentecostes

No Dia de Pentecostes, Jesus enviou os apóstolos
Neste domingo, 12 de junho, a Igreja Católica comemora o Dia de Pentecostes, que marca o momento em que os apóstolos receberam o Espírito Santo e com ele o poder de perdoar os pecados.
Segundo a tradição religiosa, os apóstolos estavam reunidos a porta fechadas, por medo do povo judeu, quando Jesus Cristo entrou na casa e colocou-se no meio deles, mostrando-lhes as mãos e o lado. Em seguida, Cristo soprou sobre eles, para que recebessem o Espírito Santo. Este fato aconteceu exatamente 50 dias após a Páscoa.

História
Pentecostes vem da palavra grega pentekosté e significa qüinquagésimo. A Festa de Pentecostes acontece sete semanas depois da Páscoa – mais exatamente, 50 dias – e dura um dia. Inicialmente, na “Festa da Colheita”, como era conhecida, os judeus ofereciam a melhor parte de suas colheitas a Javé. Depois, passaram a comemorar Pentecostes como a “Festa da Aliança” entre Deus e seu povo. No caminho dos judeus à Terra Prometida, no monte Sinal, o lider Moisés recebeu de Deus as tábuas com os 10 mandamentos. Depois de Jesus Cristo, a data é festejada como o início do trabalho de evangelização dos apóstolos e nascimento da Igreja Católica

sábado, 11 de junho de 2011

Dia dos namorados ecologicamente correto

Porta-jóias ecologicamente correto
Amanhã é Dia dos Namorados. O movimento no comércio das ruas Campos Sales e Silva Jardim, bem como a Barbosa Franco, foi intenso neste sábado, com muita gente procurando o presente para seu amor.
Mas se você é como a maioria dos brasileiros e ainda não comprou o presente para a pessoa amada ou nem mesmo tem idéia do que comprar, uma boa dica é comprar presentes ecologicamente corretos, que não agridam o Meio Ambiente. Além de deixar seu amor feliz, você colabora com a salvação do planeta.
O portal da sustentabilidade (http://www.sustentabilidade.org.br/) listou 10 presentes feitos de maneira sustentável.
A lista inclui deste banquinho e capa para Iphone feitos de madeira, bolsa feita de lona (banner) reciclado, até camisetas feitas com tecido PET, porta-jóias produzido em capim dourado. Nada mais ecológic o e romântico.
Portanto, se você ainda não comprou o presente para sua cara-metade, aqui estão estas dicas, mas é melhor correr.

Inverno requer mais cuidado com o carro

O motor do carro precisa de cuidados no inverno
O inverno começa oficialmente no próximo dia 21 deste mês, mas o frio já está intenso. Além dos cuidados com a saúde das pessoas, com uso de agasalhos e evitando bebidas geladas, o carro também precisa de atenção especial nesta época. Se você é desses que pensam que o automóvel não tem problemas no frio, está enganado.
            Motor, bateria, freios e ar-condicionado, entre outras partes mecânicas do carro, sofrem com as baixas temperaturas e necessitam de cuidados especiais.
Se o veículo tiver motor bicombustível e o motorista optar por rodar apenas com álcool, ou mais da metade de álcool, é fundamental manter o reservatório de partida a frio, ou seja, o tanquinho de gasolina que vai no compartimento do motor, sempre cheio com gasolina. E, não custa lembrar, este reservatório deve estar sempre limpo.
Nas regiões onde o frio é mais intenso, é bom verificar também se a quantidade de aditivo do sistema de arrefecimento está correta. Se for o caso de frio rigoroso é importante adicionar um anticongelante. Essas dicas valem para qualquer automóvel independente do tipo de combustível utilizado. Para ter mais informações sobre a especificação do aditivo e quantidade a ser aplicada, só mesmo verificando o manual do veículo.

Radiador
Uma dica importante é procurar fazer uma revisão no automóvel nesta época do ano, verificando as condições gerais do veículo para evitar surpresas desagradáveis, principalmente se for viajar.
Um componente que precisa de atenção especial é o radiador. Nessa revisão, todo o líquido do radiador é esgotado e depois completado com a adição de novo fluído. O sistema passa por uma verificação de vazamentos que podem comprometer a vida útil do motor. Esse é um serviço recomendado a cada dois anos.

Cuidados com a bateria
O componente que mais sofre no inverno é a bateria, uma vez que as partidas são mais difíceis e podem levar mais tempo. Para facilitar o trabalho da bateria, procure não dar a partida do motor com algum acessório elétrico ligado, como faróis, som, luzes internas, ar-condicionado ou mesmo o ventilador.
A manutenção da bateria é simples e não requer muito esforço. O importante é manter os conectores da bateria sempre limpos e bem apertados. Também é importante verificar o nível da água naqueles modelos que não são selados e, se for o caso, completar com água especifica para bateria, do tipo destilada. Se a bateria do carro alguma vez apresentou pane, ou seja, o carro não pegava na partida e foi necessária uma recarga, é bom levar a bateria para fazer um teste. Se ela estiver em ordem, é importante fazer uma inspeção no sistema elétrico para averiguar o funcionamento do alternador, componente responsável por carregar a bateria.

Texto e Fotos: Marco Antonio

sexta-feira, 10 de junho de 2011

Mercadão revitalizado atrai consumidores

Mercado municipal de Itapetininga
Tradicional ponto de chegada e partida de ônibus municipais e até intermunicipais e referência no comércio popular de Itapetininga, o Mercado Municipal passa por um processo de revitalização que inclui a colocação de novo piso, forro de PVC e o conserto de sua calçada. Além disso, o local ganhará um novo espaço, destinado ao estacionamento de veículos.
            Com a reforma, o Mercadão como é conhecido, voltou a atrair consumidores que por um motivo ou outro se afastaram.  As recentes mudanças no trânsito na área central da cidade, incluindo ruas próximas ao mercado, também colaboraram para melhorar o fluxo de veículos e a segurança nas proximidades deste centro comercial, segundo avaliação dos lojistas.

Veterano
O comerciante Alberto Isaac é veterano no Mercado
Alberto Isaac é atualmente o comerciante mais antigo do Mercadão. “Eu e minha esposa estamos aqui desde que inaugurou o mercado”. Ou seja, a loja da família, no box 66, completará 52 anos de atividades no próximo dia 7 de setembro, data da inauguração deste shopping popular.
De acordo com o veterano lojista, o público consumidor que frequenta o Mercado visa o comércio popular, que atrai pessoas da zona rural, bairros e vilas mais distantes. “Com a reforma, as lojas também estão se modernizando e atraindo outros tipos de consumidores”, afirmou Isaac.
Para Alberto Isaac, as mudanças no trânsito em ruas próximas, incluindo a instalação de semáforo de tres fases em um importante cruzamento, “melhoraram o trânsito em 80%; ainda há dificuldades, mas já mudou bastante”.

História
            Quando foi inaugurado pelo prefeito Darcy Vieira, em 1959, “o  então promissor mercado seria um centro de compras para a população e um entreposto para produtos oriundos da zona rural e vendidos pelos próprios agricultores”, lembra o comerciante.
            A cerimônia de inauguração contou com bandas, cantores e fandangueiros e guloseimas. Até um parque de diversões instalou-se nas proximidades. Os 220 boxes do prédio foram ocupados por empresas de São Paulo, Sorocaba e Itu, que expuseram produtos diversos.
            Construíxo no antigo largo Pedrinho Rosa, o Mercadão foi o responsável pelo crescimento da região a sua volta, inaugurando uma nova fase no comércio itapetiningsno. Logo, as ruas próximas começaram a receber lojas e outros estabelecimentos comerciais, contribuindo para o desenvolvimento da região.
            Comerciantes tradicionais na cidade posuem raízes no mercado de Itapetininga, como Amauri Elias Xavier (presidente do Sindicato Rural do município), Natal Marchesin e Zecaborba Soares Hungria, presidente de uma rede de supermercados e que começou no Mercadão, em um pequeno box, com um bar, depois um armazém de secos e molhadas. O empresário até hoje lembra com carinho daquela época romântica  do mercado, que viveu seus melhores anos até a década de 80.
            Com a construção da Estação Rodoviária de Itapetininga e o surgimento de novas lojas em ruas como Campos Sales e Silva Jardim, o mercado experimentou dias difíceis, situação que durou até 2008. Neste ano, o empresário Eres Paolo Franciosi assumiu a diretoria da Associação de Comerciantes do Mercado e deu início ao processo de revitalização, que continua até hoje.
            Franciosi e outros integrantes da diretoria mantém contato com diversas empresas, convidando-as a se instalarem no mercado. “Há comentários de que uma empresa de comunicação pretende se instalar na parte superior do prédio, à rua Monsenhor Soares”, conta Alberto Isaac. Eres Franciosi, por sua vez, é um dos mais entusiasmados com o renascimento do Mercado Municipal. “Tenho plena convicção de que em pouco tempo estaremos em condições de competir com outros centros comerciais, com absoluto sucesso”, afirma.

Texto e foto mercado: Marco Antonio
Foto Alberto Isaac: Mike Adas

quinta-feira, 9 de junho de 2011

Maserati prepara SUV para 2012

Novo Maserati chega em 2012
A tradiconal marca italiana Maserati, conhecida por fabricar automóveis que unem luxo e performance, prepara sua entrada no segmento de utilitários esportivos para o ano que vem.



O utilitário será construído na plataforma do jipe Grand Cherokee e um motor V8 ou V12 da Ferrari. Essa miscelânea de marcas tem uma justificativa: todas elas pertencem ao grupo Fiat.
O novo modelo vai entrar na briga por um segmento de mercado disputado por gigantes como Porsche, BMW, Mercedes e Volvo, entre outros.
Veja como os especialistas acreditam que será o novo carro.

Adestramento deixa o cão mais sociável

Adestrar um cão faz com que o animal fique mais obediente e controlável, melhorando o convívio com os seres humanos, segundo avaliação do adestrador Carlos da Terra, que possui mais de 20 anos de experiência na área e já adestrou cães de diversas raças, algumas consideradas perigosas, como o dobermann.
Adonis, cão da raça weimaraner
“Um cachorro educado (adestrado) não pula nas pessoas e é mais obediente, sendo fácil de controlar e pode até ajudar o dono no dia-a-dia”, afirma Terra.
O adestrador possui um estilo próprio de ensinar o cão, não usando guia ou enforcador. Através de recompensas (comida) e muita paciência, vai adestrando o animal conforme o desejo do dono.
Atualmente, Carlos da Terra possui uma cadela da raça pastor belga Malinois chamada Zedna, de dois anos, a quem ensinou alguns truques interessantes, como desamarrar as pernas de uma pessoa, puxando a corda pelo nó, trazer e levar objetos, pular um arco e até colaborar na limpeza de um terreno, carregando pedras.
É isso mesmo que você leu! O adestrador ensinou a cadela a recolher as pedras de um terreno e em seguida colocar em um carrinho de pedreiro, para depois jogar fora.
Zedna cumprimenta o adestrador
            “Eu comprei um terreno do lado da minha casa, mas ele estava muito sujo, com muitas pedras espalhadas; então minha filha deu a idéia de eu ensinar a Zedna a recolher as pedras e por no carrinho, me ajudando a limpar o terreno”, conta Carlos, ressaltando que a cadela adora o trabalho. “Eu ia de manhã bem cedo para o terreno e ela ia comigo, pois depois de um certo horário fica muito quente pra ela”, disse o adestrador, lembrando que o pastor belga é um cão de trabalho, que possui muita energia e precisa gastá-la.

Outros truques
            O trabalho no terreno acabou e o homem decidiu ensinar outros truques para o animal, como levar e trazer objetos. Zedna também aprendeu a desamarrar as pernas de uma pessoa. “Eu entrego um objeto para a Zedna e digo para levar para minha filha e ela leva”, diz Carlos da Terra, “outro dia estava na rodoviária e havia um senhor deitado na grama, com o chinelo ao lado. Eu falei para ela pegar o chinelo e ela pegou e trouxe para mim”, acrescenta o adestrador, ressaltando que avisou o homem sobre o que a cadela iria fazer, para que ele não se assustasse.
            O adestrador acredita que o cão deve conviver junto a família do dono, o que o torna mais sociável e ajuda a desenvolver a habilidade natural para proteger o dono. “Eu entendo que, quanto mais o cão convive com as pessoas, mais fica apto a identificar situações de perigo para o dono e, se for o caso, defendê-lo com a própria vida”, finalizou Carlos da Terra, que também é autor do livro O Cão Adestrado, onde ensina seus métodos.

Texto e fotos: Marco Antonio

Quinta-feira de muita chuva e frio

Chove o dia todo em Itapetininga
A quinta-feira será de chuva e frio intenso em Itapetininga. A máxima não deve passar dos 16 graus, com a mínima de 9. Por volta das 11h20, a temperatura era de minguados 11 graus. Segundo o Climatempo, deve chover durante todo o dia. A estimativa é de que o volume de chuva seja em torno de 17mm.
O frio deve aumentar na quinta e sexta-feiras, com temperatura mínima de oito graus. A boa notícia é que a chuva deve parar. Na região de Campinas foi registrada chuva forte com ventos e raios